Assim, o buscador filtra as manchetes de mais de 100 mil fontes em todo o mundo e as organiza por assunto, de acordo com o interesse manifestado por cada leitor. Trata-se de uma nova experiência de consumo de informação, em que os temas são mais relevantes do que os portais.

Alguns dos recursos oferecidos pela plataforma são as notícias personalizadas, em que é possível configurar uma página de interesses, o sistema de alertas, que envia e-mails diários com o conteúdo desejado, e a aba de feeds, que permite visualizar as notícias selecionadas pelo Google no leitor favorito.

Google News não é serviço de marketing

Agora que você entendeu o funcionamento do Google News, é hora de explicar o que fazer para que o conteúdo do seu site seja exibido pelo portal. Só que, antes de qualquer coisa, cabe um aviso: o Google não vai colocar a sua página na aba de notícias se a sua intenção for promover produtos.

Isso porque o serviço prioriza conteúdo jornalístico, e não publicitário. A ideia é informar o leitor de forma tão isenta quanto possível. “O Google News não é um serviço de marketing. Não queremos encaminhar os usuários a sites criados principalmente para promover produtos ou organizações nem a sites que se dedicam ao jornalismo comercial”, esclarece o blog oficial.

Agora, se o seu site combina notícias com outros tipos de conteúdo, a saída é separar esses conteúdos por meio de domínios e diretórios próprios. Outra opção é diferenciar as notícias no sitemap (falaremos mais a seguir) e configurar um arquivo robots.txt para impedir que o algoritmo acesse uma página que não seja de notícias. O próprio buscador oferece informações para quem deseja fazer isso.

Programando seu site para aparecer no Google News

Para que o seu site apareça no Google News, é preciso cumprir três exigências principais, além das diretrizes de qualidade básicas específicas ao bom jornalismo, que é o foco do portal. São elas:

Sitemap

O primeiro passo é criar um sitemap específico para o Google News. O sitemap é um arquivo em formato .xml que informa ao Google todos os diretórios do seu site, com as relações de hierarquia para que o algoritmo consiga identificar com precisão a localização de cada informação. Se você trabalha com o WordPress, pode recorrer a plugins específicos. Caso contrário, o ideal é seguir as orientações do próprio Google.

Google Webmaster Tools

Em seguida, é preciso cadastrar o sitemap no Google Webmaster Tools, para que o Google identifique o seu portal e leve em consideração as informações oferecidas por você na hora de fazer a varredura por notícias.

Google News

O último passo é realizar o cadastro efetivo no Google News. Nessa etapa, serão requisitadas diversas informações sobre a origem do conteúdo, os dados de contatos e os redatores. Por fim, basta aguardar a avaliação da inscrição para obter a aprovação.

Finalmente, vale lembrar que, se você não possui experiência em programação e não tem certeza de que será capaz de reverter possíveis erros, talvez valha a pena consultar um especialista no assunto para conduzir a transição para o Google News. Dessa forma, você diminui os riscos e pode se concentrar na produção de conteúdo efetivamente.

Se você tem alguma dúvida ou sugestão sobre o assunto, deixe um comentário abaixo e contribua com a troca de ideias. Não esqueça de compartilhar esse artigo com seus seguidores nas redes sociais.