Informações recentes vindas do The Information referem os esforços da Google em fazer crescer o desenvolvimentos interno de chips, e isso pode custar muito talento na empresa da Apple.

O relatório explica que a Google tem contratado vários engenheiros chave na tentativa de trabalhar chips internos e assim ganhar vantagem sobre a sua concorrência.

Não é a primeira vez que ouvimos falar de aproximações por parte da Google a funcionários da Apple. No início do ano, a Google contratou um Engenheiro instrumental na criação e desenvolvimento dos processadores série A do iPhone.

Mas não é só na Apple que a Google anda à procura do talento certo para desenvolver chips e Engenheiros da Qualcomm também têm sido abordados e contratados.

A Google parece querer desenvolver chips internos que equipem a sua linha Pixel, o que poderá significar concorrência forte por parte da marca à Apple e sobretudo a empresas como a Samsung que trabalham no mesmo ecossistema Android.

A combinação de software e hardware tem sido um dos pontos mais forte na linha de produtos do gigante de Cupertino e a razão do sucesso é a de ser responsável tanto pela produção dos chips, como também o software que é desenhado para correr nesses chips. Muitos fabricantes Android não têm a mesma sorte e o controlo sobre quem produz os chips, como o da Qualcomm, não é o mesmo.

É provável que o Google aproveite parte dessa experiência interna na construção de chips de AI para auxiliar no desenvolvimento de um chipset de consumo, disse Jim McGregor, analista principal e fundador da Tirias Research.

Ainda não é certo para quando se pode esperar um chip interno da Google. A única informação refere apenas que poderá ser para muito breve vermos processadores e tecnologia “in-house” da Google nos seus produtos.